quinta-feira, 30 de julho de 2009

South Park, humor de banheiro com crítica social!

Olá, a procrastinação é o pecado mais urgente que eu quero vencer! Procrastinação pra quem não sabe é sempre deixar tudo o que se pode fazer agora pra depois (isso segundo minhas palavras!). E sim, é um pecado diante de Deus! Mas não vim falar sobre pecado, quem lê meus posts (eu acredito nisso!) sabe que eu sempro começo com essas partes whatever.

Quando penso em animação para adultos a maioria das pessoas logo pensam em Simpsons, Family Guy e South Park. Acho que pelo menos aqui no Brasil, eles são a maior refência animada sobre a cultura e a sociedade americana. Cada um dos três tem uma forma muito peculiar de mostrar suas idéias e críticas. Simpsons fazem isso de uma forma sutil e muitas vezes discreta (não sei se hoje em dia eles continuam assim), Family Guy usa geralmente os programas da tv americana pra criticar. Agora, South Park tem bolas de aço, porque quando eles querem criticar algo, eles o fazem escrachadamente e jogando na cara do espectador o que eles querem dizer. Dentre essas três animações citadas acima pra mim South Park é a melhor, pois como brasileiro não conheço muita coisa da cultura americana o que dificulta o entendimento de muitas piadas feitas por eles, seriados como friends e how i meet your mother estão cheios de piadas desse tipo, só pra americanos mesmo. South Park é fantástico também porque critica e fala sobre tudo e todos. Se você prestar atenção, você consegue perceber a evolução da forma em que eles criticam e também a cada temporada parece que um "tema" novo é abordado. Na primeira temporada, se não me engano, eles pegavam muito no pé dos cristãos e também nos que eram contram o homosexualismo. Também teve temporadas que eles não criticaram praticamente nada, era humor de banheiro puro e simples.
Uma pouco da história da série by wikipedia:




South Park tem sua origem no ano de 1992, quando Matt Stone e Trey Parker, na época estudantes de cinema na Universidade de Colorado, criaram um curta animação chamado Jesus contra Frosty. O filme, realizado com técnicas rudimentares, apresenta os protótipos das crianças de South Park, incluindo um personagem semelhante a Cartman, porém chamado "Kenny", que traz à vida um homem de neve assassino usando um sombreiro mágico. Este, por sua vez, é vencido por Jesus, que o decapitou com sua auréola.

Os executivos da Fox viram e aprovaram a animação. Em 1995 o executivo Brian Graden contratou a dupla para criar um segundo curta a ser enviado para alguns amigos como uma mensagem natalina. Com o título The Spirit of Christmas, parecia muito mais com o estilo empregado mais tarde na série e trazia um duelo de artes marciais (que acabou em trégua) entre Jesus e Papai Noel, que teve início com uma discussão sobre o verdadeiro significado do Natal. O vídeo se espalhou rapidamente, tanto em cópias de vídeo quanto pela Internet. A produção desse curta levou ao planejamento da série, primeiro com a Fox e depois com a Comedy Central. A série estreou em 13 de agosto de 1997.

Em fevereiro de 1998 foi apresentado o episódio número 13, o último da Primeira Temporada, no qual Cartman está a procura de seu pai. Tal episódio termina anunciando que o mistério será solucionado em 4 semanas. Quatro semanas depois foi exibido um episódio todo dedicado a Terrance e Phillip (dois comediantes fictícios), causando um grande escândalo entre os fãs.

No ano seguinte, o tão aclamado longa-metragem animado, South Park: Maior, melhor e sem cortes estreou. O filme conseguiu satirizar tanto a si mesmo como as reações dos moralistas mais conservadores.

No Brasil a série começou a ser exibida no canal Multishow em 1998 e alguns meses depois ela começou a ser exibida na MTV legendado e com muitos palavrões , na época em que a MTV não tinha muito desse politicamente correto que vemos hoje. A série parou de ser exibida na MTV em 2002 na quinta temporada (uma das mais engraçadas) e hoje se não me engano é exibida no canal VH1.



Outro ponto interessante de South Park, como eu disse anteriormente, foi a forma como a série evoluiu. Pra quem acompanhou apenas as primeiras temporadas vai se lembrar certamente que em cada episódio o Kenny morria de uma forma diferente. A partir da sexta temporada, onde o Kenny está morto de vez (sim e morre de uma forma ridícula, mas ele volta na sétima temporada!), a série meio que dá um salto em qualidade de roteiro e animação. Sem contar que parece que foi a partir dai que os produtores resolveram mostrar o dedo do meio pra todos os Estados Unidos e mostrar o que eles queriam fazer mesmo. E na sexta temporada, dá a impressão que a cada episódio, são os próprios produtores falando mal das coisas com o espectador. Imagino o tanto de processo que eles recebem pela forma que eles fazem o desenho. Bom, voltando a falar da evolução do desenho (ou animação, fale o que achar melhor), a pedida que a temporada avança, as críticas de certa forma amadurecem. Se você comparar um episódio da 1ª temporada com um da 7ª por exemplo, vai ver que antes eles simplesmente queriam falar mal esquecendo do enrredo do episódio e hoje tem toda uma preocupação de criticar, fechar com uma mensagem positiva sem perder o humor e o enrredo. Humor aliás que ficou cada vez mais sujo,sério, se você se enoja com facilidade nem recomendo que assista o episódio das células tronco em que o Chistopher Reeve chupa um feto abortado!

Enfim, South Park está ai na sua 13ª temporada, lógico com episódios polêmicos (principalmente o do Kanye West) e tem temporadas programadas até 2011. Se você ai até hoje não assistiu ou não conhece South Park, então você deve ser um infeliz! Brincadeira, como a série foi cedida pra vários canais gratuitamente, incluindo o VH1 do Brasil, então vou colocar os links aonde você vai encontrar os episódios.

Abraços e até mais!

South Park Studios - Site oficial, onde é possível assistir online todos os episódios de todas as temporadas (não tem legenda).

largados.org - Site que achei fuçando a net, tem as 13 temporadas legendadas em português.

Um comentário:

Marco Aurélio Simão disse...

Não concordo com vc, acho que qualquer pessoa antenada o mínimo tem condições de entender a maioria das piadas.

Em Friends por exemplo, que para mim é o melhor sitcom de todos os tempos, fala da vida de pessoas na casa dos 20 até 30 anos de idade, e isso vale para pessoas de qualquer nacionalidade, como a dificuldade de Joey de arrumar emprego de ator, já que ele é péssimo ( mas é o sonho dele, e quem não tem um?) ou da Monica em arrumar um namorado que a leve a sério, mesmo ela sendo uma mulher linda e interessante, enfim, não me leve a mal mas acho que vc viajou um pouco hehehehe

Agora, South Park é foda tbm, mas eu achava q tinha terminado já, inclusive começou a passar num canal da Tv a Cabo reprises, nao lembro qual, dublado, nossa, achei horrível, pq o legal tbm é o áudio original!

Um abraço, gostei do Blog!